Fazenda de "engorda"… para esposas!

Lucio Luiz
@lucioluiz

Publicado em 06 de outubro de 2009

Mulher obesa na MauritâniaQue tal um lugar onde as mulheres acima do peso conseguem marido mais facilmente do que as outras exatamente por serem gordinhas? Seria um paraíso para as moças roliças e demais gordinhas yeah yeah? Não mesmo! O lugar até existe: o interior tribal da Mauritânia, na África, mas está muito longe de ser o paraíso. Afinal, por conta das tradições das tribos locais que, entre outras coisas, afirmam que só é possível conseguir um bom casamento se a mulher for gorda, lá existem locais que são, literalmente, fazendas de engorda de esposas.

Essa tradição não é exclusiva das tribos da Mauritânia, existindo também em outras tribos africanas e até na Austrália. No caso mauritano, contudo, a prática do leblouh (alimentação forçada) possui contornos de filme de terror. Meninas com apenas cinco anos são “internadas” nessas fazendas e, sob a supervisão de mulheres mais velhas da tribo, chamadas de “engordadoras”, são obrigadas a engolir leite de camelo incessantemente. E, se vomitarem, podem ser obrigadas a comer o próprio vômito na mesma hora.

A prática ocorre principalmente nas férias escolares ou na estação das chuvas. Além da alimentação bizarra, as “engordadoras” ainda ficam passando rolos de pau nas coxas, barriga e lombo das meninas para romper tecidos e agilizar a engorda. Até hormônios animais e medicamentos ilegais são utilizados. A prática alcança cerca de 11% das meninas mauritanas e o governo conservador local, fruto de um golpe militar realizado em agosto de 2008, não faz nada para resolver o problema.

Essa prática absurda também traz à tona uma ampla discussão cultural. Enquanto nas tribos mauritanas a gordura é valorizada e, por conta disso, são cometidas barbáries contra crianças, será que nossa cultura ocidental de valorização da magreza também não é tão absurda quanto, já que gera problemas como bulimia e anorexia?

—–

Fontes:
Girls being force-fed for marriage as fattening farms revived
Mauritania’s ‘wife-fattening’ farm

Publicidade

Comente no Facebook

Comente no Site

8 respostas para “Fazenda de "engorda"… para esposas!”

  1. Eles têm bom gosto, eu também gosto de mulher mais "cheinha", mas não muito gorda!

  2. KALLI disse:

    Acho tão absurdo engordarem essas crianças qnt acho absurdo terem me dado anfetamina com 10 anos + é uma questão de cultura burra cultura que não respita os corpos de cada pessoa.

  3. Carolina disse:

    Eu já havia visto um programa sobre isso. Mulheres de classe social mais alta são meio engordadas pela família também, mas não desse jeito. O pior dessas mulheres de aldeia é que, além de ter que ficar entuxando comida dia e noite, são essas comidas tipo leite de camelo, papa de cereais estranhos…se pelo menos eles tivessem bolos, chocolates, lasanhas…elas iam engordar sem ver.
    Estou fazendo piada mas é horrível mesmo, é tão agressivo quanto a tortura mental para alcançar a magreza em outros países.

  4. Fábio Uliana disse:

    Enquanto nos permitirmos viver segundo moldes e rótulos impostos por uma sociedade irracional é assim que vai continuar acontencendo.
    Faça e viva como quiser, desde que com saúde e sem ferir/incomodar os outros.
    Live and let live!

  5. Litha Bacchi disse:

    Eu tava pronta pra falar a mesma coisa que tu falou no fim do texto

  6. erika disse:

    Não critico o fato da cultura deles admirar pessoas gordas e até mesmo no ocidente existia isso, não sei a época, mas pode-se ver nos quadros. O ruim é a tortura, e as filhas torturadas um dia vão torturar suas filhas, é um ciclo culturam facilmente criticado pelo ocidente. Afinal o ocidente é sempre o certo, a cultura perfeita, com moldes perfeitos! caia na real, sua cultura não é melhor que a deles e vice-versa. Aqui temos garotas anorexas, com regimes destruidores que tiram a vida lentamente e lá garotas morrem de problemas no pâncreas e afogadas no vômito. São formas de totura igualmente encontradas em todos os continentes.

    Não é fácil dizer, cada um deve fugir "dos modelos impostos pela sociedade" esse jargão é tão idiota. Como fugir de um regime ditador? se souber a fórmula, espalhe para que todos consigam viver livres e felizes. O jeito é se mover para fazer programas sociais de esclarecimentos em vários países do mundo, porque a profissão de "crítico etnocentrico" já está meio saturada!

  7. Marília disse:

    Às vezes nós irritamos com mesquinharias e esquecemos de dar a devida importância a problemas que realmente merecem nossa atenção. É com esse tipo de crueldade que devemos repensar em nossa vida e dar valor ao que temos. E em pensar que já tinha visto de tudo nessa vida…

  8. […] Winslet traiu as gordinhas? Fazenda de engorda para esposas Clipe “Ela é Gordinha mas é Gostosa!” Gostosa que se acha gorda (tumblr) Gorda ou […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *