Como escolher um personal trainer?

Brunno Elias
@brunnoelias

Publicado em 10 de Maio de 2011

O personal trainer, segundo as linhas gerais da profissão, é graduado em Educação Física e aplica as informações científicas das áreas de fisiologia humana e do exercício, biomecânica, nutrição e psicologia de forma a promover o condicionamento físico de seus clientes com uma abordagem pessoal. Essa é a explicação complicada. Para o público em geral, o personal é simplesmente uma pessoa em boa forma corporal que domina as informações sobre exercício físico e vai acompanhar seus clientes durante a sessão de treinamento.

O novo personal trainer

Apesar da imagem “idealizada”, o personal trainer hoje em dia não é obrigatoriamente um expoente de modelo físico, bronzeado, jovem e atleta. O mercado atual busca profissionais capazes de aplicar as informações obtidas em ambientes laboratoriais e científicos na vida prática das pessoas. Médicos, engenheiros, empresários, homens e mulheres não buscam alguém “com beleza em destaque”, mas sim uma pessoa com capacidade técnica (bom… se os objetivos forem sérios, claro).

Segundo o boletim de tendências anuais do Colégio Americano de Medicina Esportiva, o personal trainer continua sendo a principal profissão no mundo do treinamento físico. Além disso, o número de treinadores só tem aumentado. Informações do mercado americano de fitness também apontam que a idade dos treinadores saltou de “20 a 30 anos” para “50 a 60 anos”. O envelhecimento saudável da população aponta para mais vagas disponíveis no mercado para treinadores mais velhos, mas com capacidade de promover a atividade física. Isso permite uma melhor identificação entre cliente e treinador.

Para todos os gostos

O personal trainer pode ser encontrado nos grandes centros urbanos em vários locais: academias, parques, ginásios, ruas com grupos de corrida… Sempre tendo como ponto em comum a organização do treinamento físico em função do estilo e disponibilidade do cliente. Por conta da variedade de necessiidades, também é possível encontrar diferentes estilos de profissionais.

Existem treinadores mais sérios, que auxiliam o cliente a alcançar o máximo da performance física; treinadores mais “divertidos”, que procuram diversificar o treinamento e os ambientes; também há treinadores mais “próximos”, que durante a sessão de treino podem conversar muito com o cliente. Podemos encontrar homens e mulheres, jovens ou com mais idade, focados em musculação, corrida, ciclismo, natação, treinamento funcional e outros esportes.

Na hora de escolher o perfil de profissional ideal para trabalhar com você, a principal dica é conversar com clientes do treinador em questão para conhecer seu trabalho. Também é interessante experimentar uma sessão de treino (uma espécie de “test-drive“), para ter certeza que esse treinador atende suas necessidades. Seja você ativo ou “preguiçoso”, pode ter certeza que existe alguém para cuidar do seu treinamento.

—–

@brunnoelias é militarista. Treino é coisa séria!

—–

Fonte:
O novo personal trainer: esbelto, forte e… grisalho

Publicidade

Comente no Facebook

Comente no Site

4 respostas para “Como escolher um personal trainer?”

  1. Treinamento específico é mais caro, mas se tiver condições vale a pena esse "luxo". Sou corredor amador e depois de começar a fazer os treinos de corrida com bons profissionais tive uma boa melhora de performance =D

  2. Brunno Elias disse:

    O treinamento individualizado acelera os resultados e garante segurança na atividade física.

  3. A matéria ficou muito boa, é importante saber que tipo de profissional você vai contratar, eu sou personal trainer em Florianópolis e pra mim é essencial manter a motivação do aluno para que a atividade física passe a fazer parte da vida dele como algo prazeroso. A qualidade de vida e o bem estar deve prevalecer aos resultados de performance.

  4. João disse:

    Gosto da ideia de um personal, pois evita que o aluno se exceda, se empolgue essa é a palavra, no afã de conquistar “resultados” mais rápido, e muitas das vezes lesionam músculos, articulações e outros. Salve a nossa categoria.

    Abraços! Ótimo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *